O PRODUTOR

Ricco Viana - biografia

E-Mail: [email protected]

Telefone: +55 (21) 996155779

Produtor e diretor musical, compositor, músico e CEO do selo fonográfico e estúdio RECO RECORDS.

De uma família de músicos, nasceu em Recife em 1984, onde morou até os 19 anos, quando foi para o Rio de Janeiro (2003). Participou como músico e ator do longa-metragem “A Máquina”, de João e Adriana Falcão, ocasião em que teve contato com Chico Buarque de Hollanda, o que transformaria sua vida. Uma nova linguagem artística surgia para o músico.

A idéia de tornar-se ator era assustadora e mágica,  principalmente por estar num processo criativo ao lado de grandes nomes como Wagner Moura e Lázaro Ramos e, principalmente, aquele que faria o mesmo personagem que Ricco, só que em outro tempo, o próprio Chico Buarque. Entretanto, por questões de produção, Chico foi substituído por Paulo Autran e Ricco foi substituído por Gustavo Falcão. A carreira de ator de Ricco parecia ter acabado antes mesmo de ter começado. Por capricho do destino, Ricco assumiu papel fundamental na trilha sonora do filme e esse desenlace fez com que Ricco voltasse ao seu lugar de origem. A música.

Junto a Daniel Rangel (guitarra), Antônio Van Ahn (teclado), Rick De La Torre (bateria) e Lancaster (baixo), Ricco Viana, (voz e guitarra), performaria no filme a canção DIA BRANCO, de Geraldo Azevedo e Renato Rocha, um dos principais temas do filme “A Máquina”. A formação deu origem a banda Vermelho 27, que teve um disco produzido por Robertinho do Recife.

Pouco depois, a partir de um intenso convívio musical com Clarice Falcão, que começava a compor suas primeiras canções, Ricco foi convidado para produzir o álbum MONOMANIA, de grande repercussão nacional e internacional. Além de milhões de visualizações nas plataformas digitais, MONOMANIA rendeu ao disco a indicação como revelação para o GRAMMY LATINO.

O fato de ter vivenciado intensamente a fusão entre música e dramaturgia, foi de suma importância para a formação de uma personalidade sonora enquanto produtor musical das artes dramáticas.

Uma das parcerias mais consistentes e duradouras é com Paulo de Moraes, diretor da Armazém Companhia de Teatro.

A dupla  já somam em 2019, 13 espetáculos juntos. A troca artística se iniciou em 2007.

Pelo convívio com uma legião de artistas de várias áreas, mas principalmente das artes cênicas, Ricco ascendeu rapidamente à função de diretor musical de teatro no Rio de Janeiro. Foi nessa época que conheceu sua esposa, a atriz Luana Martau, com quem vive junto desde 2004 e desse relacionamento nasceu Nina, em abril de 2017.

Como resultado, Ricco Viana carrega um currículo extenso e repleto de prêmios e indicações, principalmente no teatro.